Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

China adverte para desemprego em massa e protestos sociais

Zhang Ping, ministro encarregado da Comissão Nacional para a Reforma e o Desenvolvimento, advertiu nesta quinta-feira que a economia do gigante asiático continua em declive e que o governo deve atuar para evitar um desemprego em massa e novos protestos sociais.

AFP |

O ministro declarou que alguns indicadores econômicos de novembro revelam um declive acelerado e que, em algumas empresas, a produção enfrenta dificuldades, principalmente relacionadas com a exportação.

"Algumas companhias cessaram total ou parcialmente suas atividades, o que certamente terá um impacto sobre o emprego. Em algumas áreas, os trabalhadores rurais estão voltando para o campo", acrescentou.

O ministro defendeu as medidas que o governo está tomando para apoiar as empresas em apuros, ao admitir que uma suspensão ou um cessar em massa da produção empresarial resultaria num "desemprego em escala, que poderá provocar instabilidade social".

Os protestos de trabalhadores que perderam seus empregos ou agricultores expulsos das terras se intensificaram nestas últimas semanas no país.

Pequim já preveniu que a situação do emprego é crítica.

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país atingiu seu nível trimestral mais baixo em cinco anos, 9%, entre junho e setembro.

Leia também

 

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: china

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG