Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

China adverte de risco de instabilidade de preços devido a arrefecimento

Pequim, 24 dez (EFE).- A China advertiu hoje que existe um grave risco de instabilidade de preços devido ao arrefecimento do crescimento econômico do país, que cresceu 9,9% entre janeiro e setembro, pela primeira vez em cinco anos inferior a dois dígitos.

EFE |

Os dados de crescimento, que foram publicados em outubro, foram apresentados novamente hoje perante o Legislativo chinês.

"Em geral, a pressão por aumentos de preços se acelerou, e os problemas causados por baixas repentinas de alguns produtos estão sendo muito destacados", disse Zhang Mao, vice-presidente do principal órgão econômico do país, citado pela agência "Xinhua".

Segundo o vice-presidente da Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento (CNRD), as oscilações nos preços internacionais e o declive de alguns produtos agrícolas, o aumento de custos, o desemprego e os problemas com os preços dos recursos naturais estão prejudicando a estabilidade dos preços.

Nos últimos meses, houve uma marcada mudança de tendência no Índice de Preços ao Consumidor (IPC) chinês que, após alcançar o recorde em 12 anos em fevereiro, com 8,7%, avançou em novembro um mínimo de 2,4%, segundo estatísticas oficiais.

Esta é a sétima queda consecutiva do IPC, devida à falta de demanda, em conseqüência da crise, e à baixa geral dos preços no mercado internacional.

Segundo Zhang, seu Governo poderá enfrentar os desafios previstos a partir da contabilidade dos três primeiros trimestres do ano, graças ao enorme mercado doméstico do país mais povoado do mundo e à ampla margem que dispõe para o controle e reajuste econômico.

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) chinês arrefeceu até 9,9% nos nove primeiros meses do ano, 2,3 pontos percentuais abaixo do mesmo período do ano passado. EFE mz/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG