O ritmo de crescimento do PIB chinês acelerou no primeiro trimestre para o maior patamar em quase três anos, em mais um indício de que a economia pode estar superaquecida. Também persistem riscos de formação de bolhas de ativos, principalmente no setor imobiliário.

O ritmo de crescimento do PIB chinês acelerou no primeiro trimestre para o maior patamar em quase três anos, em mais um indício de que a economia pode estar superaquecida. Também persistem riscos de formação de bolhas de ativos, principalmente no setor imobiliário. Depois de uma alta de 10,7% nos últimos três meses de 2009, o índice de expansão do PIB atingiu 11,9% entre janeiro e março, ante igual período do ano passado. O resultado é o mais alto desde o segundo trimestre de 2007 e deverá reforçar a pressão internacional para que a China retome o processo de valorização da moeda, interrompido há quase dois anos por causa da crise global. As autoridades de Pequim afirmam que o congelamento do câmbio é temporário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.