Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Chile e Brasil discutem acordo bilateral

País andino já assinou acordos comerciais com mais de 50 países, mas não com o Brasil

AE |

selo

O Chile e o Brasil estão trabalhando para assinar um acordo de investimentos bilateral, segundo informou o diretor geral de Relações Econômicas Internacionais chileno, Jorge Bunster, citado pela agência de notícias chilena Valor Futuro.

 

Nos últimos 15 anos, o Chile já assinou mais de 50 acordos comerciais com a maioria dos países da América Latina, EUA, Canadá, União Europeia e gigantes asiáticos, como a China, Japão e Coreia do Sul. Entretanto, até agora o país não tem nenhum acordo desse tipo com o Brasil, que está "entusiasmado" com a possibilidade, disse Bunster.

 

Além disso, o Chile também está interessado em assinar um acordo comercial com Trinidad e Tobago, acrescentou o diretor. Esse acordo permitiria que o Chile importasse gás natural liquefeito (GNL) do país sem pagar nenhuma tarifa.

 

O Chile tem duas unidades de regaseificação de GNL, construídas nos últimos anos. O país está procurando diversificar e aumentar a segurança de sua matriz energética, após a Argentina reduzir fortemente suas exportações de gás natural e depois que uma forte estiagem em 2008 prejudicou a produção das hidrelétricas. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: ECONOMIAChileBrasilacordo bilateralcomércio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG