Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Chega a 60 o número de mortos por explosões em mina na Rússia

Moscou, 12 mai (EFE).- Chegou a 60 o número de mortos em decorrência das duas explosões de gás metano em uma mina na Sibéria no último domingo, depois que as equipes de resgate encontraram outros oito corpos.

EFE |

Moscou, 12 mai (EFE).- Chegou a 60 o número de mortos em decorrência das duas explosões de gás metano em uma mina na Sibéria no último domingo, depois que as equipes de resgate encontraram outros oito corpos. Outras 94 pessoas continuam internadas em vários hospitais, uma delas em estado muito grave e oito em estado grave. O ministro de Situações de Emergência, Serguei Shoigu, informou que "até agora foi explorado 75% da mina" e acrescentou que nestes momentos a concentração de metano é o triplo das normas permitidas. Quando aconteceu a primeira explosão de gás, na madrugada de domingo, estavam no interior da mina 359 trabalhadores. A maioria deles conseguiu sair logo em seguida. A segunda explosão aconteceu cerca de quatro horas mais tarde, quando as equipes de salvamento estavam no interior das galerias acidentadas para tentar resgatar os funcionários soterrados. A região de Kemerovo, onde fica a mina, foi palco nos últimos anos dos maiores acidentes de mineração na Rússia, um dos principais produtores mundiais de carvão. O maior acidente em minas dos últimos 60 anos no país aconteceu em março de 2007, quando 108 trabalhadores morreram após uma explosão de gás metano. Dois meses mais tarde, outros 38 trabalhadores faleceram em decorrência de explosão em outra mina, também em Kemerovo. EFE egw/fm

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG