Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Chefe de negociações industriais quer retomar Doha ainda em 2008

Genebra, 2 out (EFE).- O novo presidente do grupo de trabalho sobre acesso ao setor industrial (Nama, na sigla em inglês) da OMC, Luzius Wasescha, afirmou hoje que pretende redigir ainda este ano um novo texto de compromisso que permita desbloquear a Rodada de Doha para a liberalização do comércio.

EFE |

Embaixador suíço na Organização Mundial do Comércio (OMC), Wasescha foi nomeado oficialmente presidente do grupo hoje, pelos 153 países-membros, no lugar do canadense Don Stephenson.

Em sua primeira entrevista após assumir o cargo, Wasescha disse que vai consultar imediatamente os membros do Nama. "Antes de começar a andar pela floresta, é preciso saber mais sobre as árvores que o formam", afirmou.

Até 20 de outubro, o suíço deverá manter uma série de consultas bilaterais para sondar os diferentes grupos. Ele afirmou que apenas depois disto pretende redigir o novo texto de compromisso.

O novo presidente do Nama assinalou que pretende apresentar seu novo texto simultaneamente ao do embaixador Crawford Falconer, que preside o grupo sobre agricultura.

Embora reconhecendo a existência de divergências entre os países- membros, Wasescha afirmou que há possibilidade de um acordo comum sobre direitos alfandegários na indústria e na agricultura ainda este ano, como já havia dito o diretor-geral da OMC, Pascal Lamy.

A Rodada de Doha é negociada há sete anos sem que haja um acordo satisfatório para todas as partes.

A última tentativa fracassou em julho passado, quando não se chegou a um acordo, entre outros tópicos, sobre uma cláusula para que países em desenvolvimento pudesem proteger suas agriculturas de importações maciças. EFE vh/jp/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG