Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Chávez anuncia investimento de US$ 950 milhões no setor petroquímico

Caracas, 23 ago (EFE) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou hoje investimentos de US$ 950 milhões em projetos petroquímicos, ao inaugurar uma usina de polietileno e etileno no oeste do país.

EFE |

Ali também presidiu o ato que deu início à construção de uma fábrica de casas de plásticos, derivados do petróleo.

Os milionários recursos que serão investidos vão financiar uma "série de projetos" petroquímicos, disse Chávez, sem dar detalhes.

Um dos objetivos desses projetos será aumentar a produção anual de polietileno das atuais "160 mil toneladas até dois milhões de toneladas em 2012", segundo dados oficiais divulgados pela agência estatal de informação "ABN".

O presidente venezuelano ressaltou que, nos últimos dez anos, o país aumentou em "200%" a produção de polietileno", ao passar de "100 mil toneladas anuais a 160 mil".

Chávez inaugurou oficialmente neste sábado a nova usina de polietileno no complexo petroquímico Ana María Campos, no estado de Zulia (oeste), em um ato transmitido em cadeia nacional obrigatória de rádio e televisão.

A usina, que entrou em operação em abril, segundo a informação oficial, foi construída "em um tempo recorde de oito meses", com um investimento de "US$ 75 milhões" e gera "cinco mil empregos diretos e dez mil indiretos".

A produção da usina de polietileno "garante abastecimento do mercado nacional até 2010", acrescentou Chávez.

As novas instalações são fruto da "revolução petroquímica" que começou há "11 meses", destacou.

Chávez também presidiu o ato oficial que deu início à construção de uma fábrica de Petrocasas, que constrói imóveis de "policloreto de vinila (PVC)".

Trata-se de um polímero termoplástico muito resiste, reciclável por vários métodos e que, em sua forma rígida, é usado para fazer vasilhas, janelas e encanamentos. EFE gf/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG