Tamanho do texto

SÃO PAULO - A fabricante de motores a jato CFM International encerrou o período de negócios do Airshow de Farnborough (Inglaterra) com US$ 5 bilhões em vendas de equipamentos e serviços. No total, a empresa recebeu pedidos para 540 novos motores dos modelos CFM56-5B e CFM56-7B durante a feira aérea, a principal da indústria aeronáutica mundial.

A CFM é uma joint venture formada em bases iguais (50% - 50%) pelo Grupo Safran e a General Electric (GE). As duas empresas renovaram o acordo de parceria na CFM até 2040.

Entre os pedidos que a CFM recebeu nos cinco dias da feira de negócios em Farnborough, destacam-se os da empresa de leasing aeronáutico Awas, que adquiriu motores para equipar até 100 aeronaves Airbus A320; da FlyDubai, que comprou jatos para equipar 50 aviões da família Boeing 737NG; e da Aviation Capital Group (ACG), também de leasing aeronáutico, que pediu motores da CFM para os 25 A320 e 15 737-800 que adquiriu na feira.

Além da venda de motores, a companhia fechou vários acordos de serviços, especialmente com a Singapore Technologies Aerospace (ST Aerospace). O valor apenas desse contrato foi de US$ 1,5 bilhão, segundo a CFM, que ficará encarregada de prestar serviços de manutenção e reparo, assim como o fornecimento de peças, para os motores CFM56-7B da ST Aerospace pelos próximos dez anos.

(José Sergio Osse | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.