Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cesta básica de São Paulo registrou elevação de 11%, informa Procon-SP

SÃO PAULO - A cesta básica do paulistano ficou 11,30% mais cara em 2008, constatou a Fundação Procon-SP. De acordo com levantamento feito em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e divulgado nesta segunda-feira, o preço médio da cesta básica, que encerrou 2007 em R$ 258,58, passou para R$ 287,80 no fim do ano passado.

Agência Estado |

A variação desde o lançamento do Plano Real (no fim de 1993 e início de 1994) chega a 170,49%. O grupo Higiene Pessoal apresentou alta mais significativa, 20,43%, seguido por Limpeza, que avançou 16%.

O segmento Alimentação registrou elevação de 9,78% em 2008. O item que mais pressionou a inflação do grupo foi o arroz tipo 2. O preço do pacote de 5 quilos do cereal subiu 36,60% no ano. Com comportamento predominantemente de alta no primeiro semestre, o arroz registrou a maior variação positiva de 2008 em maio - alta de 26,74% em relação ao mês anterior.

A partir do segundo semestre, o movimento se alterou, com um pequeno declínio dos preços. Outra alta significativa foi a da cebola: o preço do quilo do produto subiu 31,88% na mesma base de comparação. As principais quedas do grupo Alimentação foram verificadas no preço do feijão carioquinha (pacote 1 kg), com 36,36%; da batata (kg), 17,68%; e do alho (kg), 12,25%.

Para o levantamento, Procon-SP e Dieese pesquisaram preços cobrados por 70 supermercados da cidade de São Paulo.

Leia tudo sobre: procon

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG