Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cerca de 9% das famílias nos EUA não consegue pagar carnês das hipotecas

Nova York, 5 set (EFE).- A percentagem de hipotecas em processo de execução nos Estados Unidos alcançou um novo recorde no segundo trimestre do ano e já mais de 9% das famílias com um empréstimo desse tipo não consegue pagar pontualmente suas mensalidades.

EFE |

A Associação de Bancos de Hipotecas (MBA, na sigla em inglês) informou hoje que 2,75% das casas americanas hipotecadas já está em alguma fase do processo de execução, contra 2,47% do primeiro trimestre e 1,4% de há um ano.

Também alcançou um número recorde a percentagem de empréstimos que durante o segundo trimestre do ano entraram pela primeira vez no processo que implica a execução hipotecária, que começa com avisos de falta de pagamento aos titulares do empréstimo.

Cerca de 1,08% das famílias americanas com hipoteca estão nessa situação, contra 1,01% do primeiro trimestre e 0,59% de há um ano.

O grupo anunciou também que a falta de pagamentos de hipotecas durante pelo menos um mês (sem que o banco tenha decidido por isso abrir o processo de execução) estão igualmente no nível mais alto, desde que a MBA começou a recopilar os dados em 1979.

Assim, essa percentagem já atinge 6,41%, o índice mais alto dos registrados pela associação, que três meses antes contabilizou 6,35% e um ano antes 5,12%.

Somados os imóveis que estão em processo de execução hipotecária e os que sofrem com atrasos nos pagamentos mensais, resulta que em nove de cada cem casas hipotecadas (9,16%) há problemas para se cumprir com os compromissos financeiros.

Alguns estados melhoraram suas estatísticas neste sentido, como Texas, Massachusetts e Maryland, mas seus avanços foram eclipsados pelas deteriorações registradas em outros como Califórnia e Flórida.

No total, oito estados (Nevada, Flórida, Califórnia, Arizona, Michigan, Rhode Island, Indiana e Ohio) têm uma proporção de abertura de processos de execução mais alta que a média, segundo os dados da organização, obtidos através da pesquisa de 45 milhões de famílias dos EUA que pagam uma hipoteca. EFE mgl/ma

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG