Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cepal rebaixa a 2,5% previsão de crescimento da A.Latina em 2009

Santiago do Chile, 27 nov (EFE).- A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) rebaixou de 3% a 2,5% sua previsão de crescimento da região para o próximo ano, antecipou hoje à Agência Efe a secretária-executiva do organismo, Alicia Bárcena.

EFE |

"Há um mês tínhamos estimado em 3%, mas agora estamos vendo com maior realismo que nos aproximamos de 2,5%", assinalou o responsável deste organismo das Nações Unidas, cujas estimativas coincidem com as divulgadas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em uma antecipação do balanço provisório das economias latino-americanas que a Cepal apresentará em 17 de dezembro, Bárcena explicou que os países da região mais afetados pela crise serão os da América Central e Caribe.

"Os países mais vulneráveis são os menores, que não têm reservas, e cuja política macroeconômica foi menos estável", disse a mexicana Alicia Bárcena, que em julho passado substituiu à frente da Cepal José Luis Machinea.

Segundo a secretária-executiva da Cepal, os favoráveis termos de troca das exportações permitiram que Brasil, Chile e México, "e inclusive países da Comunidade Andina", conseguissem acumular grandes reservas internacionais e, por isso, agora podem enfrentar melhor a crise.

"Os países com superávit em conta corrente e mais reservas internacionais e que aplicaram políticas anticíclicas no gasto público vão ter agora uma maior resistência à crise, embora não estarão imunes", advertiu Bárcena. EFE mf/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG