Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Centro-Oeste lidera crescimento da exportação entre regiões

São Paulo, 09 - As exportações do Centro-Oeste foram as que mais cresceram em 2008 entre as regiões do País. Os embarques tiveram aumento de 44,4% e totalizaram US$ 14,1 bilhões, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Agência Estado |

Mato Grosso foi o principal exportador da região, com vendas de US$ 7,8 bilhões, valor 50,5% maior que o verificado em 2007. Goiás, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal também apresentaram aumento - 27%, 59,6% e 100,9%, respectivamente.

As vendas da região Sudeste cresceram 21,57%. O Estado de São Paulo vendeu a mercados internacionais US$ 57,7 bilhões e encerrou o ano como o maior exportador nacional, responsável por 29,15% do resultado brasileiro. Entretanto, com um crescimento de 10,2% sobre o desempenho registrado em 2007, o Estado foi o único da região que apresentou crescimento das exportações abaixo da média nacional. Os embarques de produtos de Minas Gerais (US$ 24,4 bilhões), Rio de Janeiro (US$ 18,7 bilhões) e Espírito Santo (US$ 10 bilhões) aumentaram 31,6%, 29,2% e 45,2%, respectivamente.

As exportações dos três Estados da região Sul totalizaram US$ 41,9 bilhões, valor 19,3% acima do registrado em 2007 (US$ 34,7 bilhões). Os embarques do Rio Grande do Sul cresceram 21,5% e somaram US$ 18,4 bilhões. As vendas de produtos paranaenses a mercados estrangeiros chegaram a US$ 15,2 bilhões e ficaram 22% acima do verificado em 2007. Santa Catarina exportou US$ 8,2 bilhões, o que representou incremento de 10,5% sobre 2007.

As vendas da região Norte somaram US$ 13 bilhões, desempenho 31,6% acima do verificado em 2007 (US$ 9,8 bilhões). O Estado nortista que mais exportou foi o Pará (US$ 10,6 bilhões), seguido do Amazonas (US$ 1,2 bilhão) e de Rondônia (US$ 582 milhões). As exportações do Nordeste alcançaram US$ 15,4 bilhões, valor 16,7% maior que em 2007.

Dos nove Estados da região, os maiores embarques foram verificados na Bahia (US$ 8,6 bilhões), Maranhão (US$ 2,8 bilhões) e Ceará (US$ 1,2 bilhão). No entanto, os embarques do Rio Grande do Norte caíram de US$ 380 milhões para US$ 348 milhões (-9,5%), os da Paraíba de US$ 236 milhões para US$ 227 milhões (-4,7%) e os de Sergipe registraram queda de 23,8%, de US$ 144 milhões em 2007 para US$ 111 milhões no ano passado.

Média

Quinze Estados apresentaram desempenho da balança comercial superior ao crescimento nacional (21,8%) em 2008: Minas Gerais (31,6%), Rio de Janeiro (29,2%), Espírito Santo (45,2%), Paraná (22%), Maranhão (28,7%), Alagoas (30,6%), Piauí (138,9%), Pará (33,2%), Rondônia (25,8%), Tocantins (89,8%), Amapá (48,7%), Mato Grosso (50,5%), Goiás (27%), Mato Grosso do Sul (59,6%) e Distrito Federal (100,9%).

Em contrapartida, também foram registrados desempenhos nas balanças comerciais inferiores aos de 2007. Sergipe apresentou a maior queda nacional: 23,8%.

No geral, a balança comercial brasileira registrou em 2008 um montante em exportações de US$ 197,9 bilhões, com alta de 21,8% ante 2007. As importações somaram US$ 173,1 bilhões, com crescimento de 41,9%.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG