SÃO PAULO - Um dia antes da reunião de cúpula do G-20, centenas de manifestantes se reuniram no centro financeiro de Londres pedindo mudanças no sistema econômico global. Pelas estimativas da polícia, ao redor de 4 mil pessoas, incluindo anticapitalistas, anarquistas e ativistas ambientais, resolveram ir às ruas para protestar. Houve manifestações na frente do prédio do Banco da Inglaterra.

Vidraças do banco RBS foram quebradas.

Para o encontro do G-20, foi montado um esquema de segurança de 7,5 milhões de libras, com a mobilização de 2,5 mil agentes de seis forças de segurança britânicas.

A reunião em Londres irá juntar líderes e representantes financeiros de 20 economias industrializadas e emergentes com líderes fora do grupo. O principal tema das discussões será a atual crise financeira e econômica.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.