Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Centrais sindicais querem liberação do FGTS para compra de ações da Petrobras

A Força Sindical, presidida pelo deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), informou nesta segunda-feira que pretende reunir as centrais sindicais para reivindicar junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a possibilidade de uso dos recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para a aquisição de ações da Petrobras. O anúncio de estudos sobre o tema irritou Lula.

Redação Santafé Idéias |

 

Acordo Ortográfico

De acordo com nota divulgada pela Força Sindical, a compra de ações será um mecanismo para capitalizar a estatal durante a exploração de petróleo da camada pré-sal. A medida é extremamente positiva é só trará benefícios para o Brasil, defende a entidade.

O documento cita ação do governo de FHC, quando, em 2000, decidiu vender ações da estatal aos trabalhadores. Quem optou pela aquisição teve lucratividade bem superior aos rendimentos do FGTS, avalia.

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, teria confirmado neste final de semana que o governo pretende liberar parte dos R$ 200 bilhões depositados atualmente nas contas vinculadas do FGTS no processo de ampliação do capital da Petrobras. Entretanto, Lula e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, negam o projeto supostamente voltado para a capitalização da Petrobras no processo de exploração de petróleo na camada pré-sal.

Leia mais sobre FGTS

Leia tudo sobre: fgts

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG