Tamanho do texto

O lançamento do iPhone no Brasil evidenciou a competição acirrada no mercado de telefonia móvel. Além de representar um objeto de desejo, o celular 3G fabricado pela Apple é estratégico para as operadoras, para instigar o uso dos serviços de dados, mais rentáveis do que voz, e capturar clientes com alto potencial de consumo.

Porém, o acirramento da concorrência tem provocado queda de receitas dos serviços de voz, que já se tornaram uma commodity e precisam ser compensadas com outras alternativas, como a transmissão de dados.

O cenário de TI e Telecom revela os planos de comercialização do aparelho pelas principais operadoras e dá uma dimensão da receita de dados no Brasil.

Por Michelly Teixeira.

A versão completa dos cenários está disponível para os assinantes na área de Análises & Cenários. Para mais informações, ligue para 0800 11 3000.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.