Com a alta do dólar, as vendas de computadores e notebooks em supermercados devem desacelerar neste Natal. Especialistas apontam a expectativa de repasse do aumento nos custos de componentes importados, de acordo com o cenário de Comércio e Serviços e de Telecom e TI .

Atualmente, cerca de 40% das vendas de computadores ocorrem em supermercados e hipermercados, onde o chamariz principal é preço baixo - o que deve ser mantido apenas enquanto durarem os estoques.

Ao passo que as vendas em supermercados e grandes varejistas tendem a cair, a situação nas lojas especializadas em informática, revendedores e integradores (que montam e vendem o produto) é diferente. Com uma menor dependência da utilização do crédito, esses segmentos do varejo de informática têm consumidores das classes A e B, que buscam máquinas com tecnologia mais avançada.

Por Rodrigo Petry.

A versão completa dos cenários está disponível para os assinantes na área de Análises & Cenários. Para mais informações, ligue para 0800 11 3000.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.