Tamanho do texto

A TV digital no Brasil já completou dois anos, no fim de 2009, e até hoje não há sequer vestígios da prometida fábrica de semicondutores, que seria uma das contrapartidas à adoção do padrão japonês pelo governo brasileiro. A medida, apresentada como principal exigência pelo governo do Brasil, não passou de um protocolo de intenções, conforme mostra o cenário de <b>Telecom e TI</b>.

A TV digital no Brasil já completou dois anos, no fim de 2009, e até hoje não há sequer vestígios da prometida fábrica de semicondutores, que seria uma das contrapartidas à adoção do padrão japonês pelo governo brasileiro. A medida, apresentada como principal exigência pelo governo do Brasil, não passou de um protocolo de intenções, conforme mostra o cenário de <b>Telecom e TI</b>. Além de obstáculos técnicos, de logística e de qualificação de mão-de-obra, o País esbarra também em dificuldades de financiamento, já que as estimativas apontam para investimentos de US$ 2 bilhões a US$ 5 bilhões para construir uma fábrica de chips, variando de acordo com o porte da empresa. A TV digital já está operando em 31 cidades brasileiras, sendo 21 capitais de Estado, o que representa uma cobertura de 65% da população do País. A expectativa do governo é de que a TV digital possa chegar a todas as capitais até o fim do ano. Por Gerusa Marques. A versão completa dos cenários está disponível para os assinantes na área de Análises & Cenários. Para mais informações, ligue para 0800 11 3000.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.