SÃO PAULO - A Celulose Irani conseguiu reverter um prejuízo de R$ 33,923 milhões, apurado no quarto trimestre de 2008, e reportou lucro líquido de R$ 5,874 milhões no mesmo período do ano passado. Com isso, a empresa acumulou ganho de R$ 44,069 milhões em 2009, revertendo o prejuízo de R$ 54,223 milhões do calendário anterior.

A companhia diz que o resultado do ano foi influenciado por um impacto positivo de R$ 58,823 milhões decorrente do efeito da desvalorização do dólar sobre o passivo denominado em moeda estrangeira.

Além disso, o resultado operacional medido pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no ano passado ficou em R$ 92,818 milhões, em valores ajustados, uma alta de 58,6% sobre 2008.

Nessa base de comparação, a margem Ebitda passou de 15,1% para 24,6%. Assim, a relação entre a dívida líquida com a geração de caixa recuou de 6,35 vezes para 3,11 vezes.

Em seu balanço, a Irani - que produz papel e embalagens, além de outros produtos de base florestal - diz que espera para este ano uma contínua melhoria das margens operacionais e da rentabilidade líquida dos negócios, na esteira de um cenário mais favorável e da melhor condição de competitividade da empresa.

(Eduardo Laguna | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.