Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Celso Amorim recomenda paciência em negociações entre Equador e Petrobras

Rio de Janeiro, 7 out (EFE).- O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, recomendou hoje paciência nas negociações entre o Equador e a Petrobras, para que a companhia petrolífera transforme seu contrato como operador naquele país em um de prestação de serviços.

EFE |

"Vamos parar de falar um pouco (com a imprensa) e esperar.

Estamos negociando. O importante é que é preciso ter paciência nas negociações", disse Amorim a jornalistas no Rio de Janeiro.

Amorim fez suas declarações um dia depois de o ministro de Minas e Petróleo do Equador, Galo Chiriboga, advertir que, se a Petrobras não cumprir as exigências da nova política petrolífera do Governo equatoriano, terá que negociar sua saída do país.

"Há um diálogo que ainda está ocorrendo. Há também um excesso de declarações. Não é bom negociar através da imprensa", disse Amorim, que esclareceu que as negociações são realizadas diretamente pela Petrobras, e não pelo Estado brasileiro.

"Há processos eleitorais e as pessoas dizem coisas", acrescentou Amorim, sobre declarações de alguns funcionários equatorianos durante a campanha pelo plebiscito de uma semana atrás, que terminou aprovando a nova constituição do Equador. EFE cm/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG