Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cegonheiros em greve por tempo indeterminado

Os motoristas cegonheiros, que fazem o transporte de veículos, estão em greve desde a meia-noite de hoje. A categoria reivindica melhores condições de trabalho e redução da jornada.

Agência Estado |

De acordo com Josivan Bezerra de Carvalho, diretor financeiro do Sindicato dos Motoristas Cegonheiros de São Bernardo do Campo (Simoc), os motoristas são pressionados para cumprir jornadas intermináveis nas estradas e muitos não recebem o piso salarial da categoria, de R$ 1.130,00. "Há casos de motoristas que fizeram a viagem de São Paulo a São Luís do Maranhão em seis dias. Além de desumano, são um perigo nas estradas."

O crescimento da produção de veículos novos fez aumentar a pressão sobre a categoria. Em 1998, eram transportadas 210 cargas de veículos novos por dia (carretas com 10 veículos). "Passados dez anos, esse número saltou para 600 cargas por dia. Os motoristas são vigiados pelas transportadoras."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG