Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

CE pede que países combatam o desemprego e respondam juntos à crise econômica

Bruxelas, 29 out (EFE).- A Comissão Européia (CE, órgão executivo da União Européia) pediu hoje que os Estados-membros façam o possível por minimizar o impacto da crise nos cidadãos, lutando contra o desemprego e a perda de poder aquisitivo, e que atuem de maneira coordenada, como fizeram frente às turbulências financeiras.

EFE |

O presidente da CE, José Manuel Durão Barroso, pediu aos Governos que adotem imediatamente medidas para estimular a demanda e o emprego, assim como iniciativas para apoiar as famílias e os grupos mais atingidos pela crise.

A CE coloca, entre outras idéias, utilizar o fundo europeu de ajuste perante a globalização para ajudar os desempregados a voltar ao mercado de trabalho, impulsionar o investimento em infra-estruturas de transporte, energia e alta tecnologia, para criar empregos a curto prazo.

Além disso, defende não abandonar a luta contra a mudança climática e em favor da eficiência energética.

O comissário de Assuntos Econômicos e Monetários da União Européia (UE), Joaquín Almunia, lembrou que o bloco enfrenta esta crise com uma situação fiscal bastante saneada, e incentivou os países a utilizar "toda a margem de manobra" conferida pelo Pacto de Estabilidade. EFE epn/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG