BRUXELAS - A Comissão Europeia (CE, órgão executivo da União Europeia) mostrou sua decepção nesta terça-feira com a rejeição parlamentar ao plano de resgate planejado por Washington para enfrentar a crise financeira, e deixou claro que os Estados Unidos devem assumir sua responsabilidade.

Acordo Ortográfico O porta-voz chefe do Executivo da União Europeia (UE), Johannes Laitenberger, insistiu em que as turbulências nos mercados mundiais tiveram origem nos EUA, por isso este país tem uma "responsabilidade especial" na resolução da crise.

A CE confia em um rápido acordo que permita começar a aplicar o plano de resgate, disse Laitenberger, que ressaltou que disso depende o destino não só dos EUA, mas de todo o mundo.

Leia mais sobre a crise financeira mundial

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.