Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

CE ameaça ir a tribunais caso Gazprom e Naftogaz não retomem o fornecimento

Estrasburgo (França), 14 jan (EFE).- O presidente da Comissão Européia (CE), José Manuel Durão Barroso, afirmou hoje que se a companhia russa Gazprom e a ucraniana Naftogaz não cumprirem seus compromissos para fornecer gás para a Europa, aconselhará as companhias européias afetadas a irem para os tribunais.

EFE |

Em um discurso no Parlamento Europeu, Durão Barroso chamou de "inaceitável" e de "inacreditável" a situação criada pelo conflito do gás entre Rússia e Ucrânia, e quis lançar uma "mensagem clara" para Moscou e Kiev.

"Caso os acordos assinados com a Europa não sejam respeitados, a Comissão aconselhará as empresas européias afetadas a levarem a Gazprom e a Naftogaz aos tribunais e encorajará os Estados-membros a buscarem caminhos alternativos de fornecimento", declarou Barroso.

Na sua opinião, se a Rússia e a Ucrânia não cumprirem o acordo assinado para reiniciar de forma imediata o fornecimento e transporte de gás para a UE "já não serão parceiros confiáveis" no âmbito energético.

Além disso, duvidou que os problemas de abastecimento sejam fruto de questões técnicas e sugeriu uma possível falta de "vontade política" nos dois países para cumprir o combinado.

Durão Barroso afirmou que é "inaceitável" que após uma semana alguns consumidores europeus continuem sem receber o gás e anunciou que Bruxelas tomará medidas para evitar que estas situações se repitam.

Entre elas, explicou que serão usados 5 bilhões de euros de fundos não gastos do orçamento comunitário para reforçar as conexões energéticas do bloco. EFE mvs/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG