O grande cassino Venetian de Macau, que pertence à gigante americana dos jogos Las Vegas Sands, anunciou a demissão de 500 funcionários pela crise econômica mundial.

"A sociedade tem adotado uma série de medidas para controlar os custos em todos os âmbitos, o que implica demitir 500 funcionários, que não são residentes de Macau", afirmou um porta-voz do Venetian.

Macau é uma antiga colônia portuguesa agora integrada a China.

Em novembro, a Las Vegas Sands demitiu 11.000 funcionários do setor de construção, depois da suspensão das obras de um complexo de 6.400 quartos.

A empresa busca agora 3,7 bilhões de dólares para concluir o projeto.

De acordo com a direção da Las Vegas Sands, grande parte dos demitidos no Venetian receberão propostas para trabalhar em um projeto de cassino em Cingapura.

gn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.