A varejista francesa Casino Guichard Perrachon, que no Brasil divide com a família Diniz o controle do Grupo Pão de Açúcar, obteve lucro líquido de 591 milhões de euros (US$ 808 milhões) em 2009, 19% maior que o de 495 milhões de euros de 2008. O resultado, que superou a previsão de analistas, foi ajudado pela venda da fatia do grupo na rede holandesa Super de Boer, uma transação de 552,5 milhões de euros.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561491959&_c_=MiGComponente_C

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) caiu 3,1% entre os dois anos, passando de 1,91 bilhão para 1,85 bilhão de euros. O Ebitda na França caiu 8,1%, para 1,22 bilhão de euros, mas o das operações internacionais cresceu 8,1%, para 627 milhões de euros. A maior parte das operações internacionais do grupo localiza-se na América Latina, notadamente no Brasil. Em janeiro, a Casino anunciou uma queda de 1,2% de suas vendas anuais, para 26,76 bilhões de euros.

A companhia espera que suas operações em mercados emergentes conduzirão o crescimento este ano e disse que continuará perseguindo seu programa de venda de ativos, para atingir sua meta para a relação entre dívida líquida e Ebitda de menos de 2,2 até o final de 2010. O grupo já completou dois terços de sua meta de vender 1 bilhão de euros em ativos até o final do ano.

A Casino também disse que vai pedir aprovação para um aumento de 4,7% de seu dividendo, para 2,65 euros por ação ordinária, na assembleia anual de acionistas, em abril. O dividendo será pago em maio. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.