Washington, 8 jul (EFE).- O Governo dos Estados Unidos rejeitou hoje um pedido para usar suas reservas petrolíferas para forçar uma baixa nos preços dos combustíveis.

Scott Danzel, porta-voz da Casa Branca, assinalou que a Reserva Estratégica de Petróleo deve ser usada somente em um momento de alteração grave do fornecimento.

Em carta dirigida a George W. Bush, a presidente da Câmara de Representantes, Nancy Pelosi, pediu hoje que fosse ordenado o uso de "uma pequena parte" dessas reservas para "reduzir os preços que empurraram a economia em direção a uma recessão".

Acrescentou que o Departamento de Energia poderia pôr no mercado essa quantidade, depois da previsão de que os preços da gasolina continuarão acima dos US$ 4 por galão (3,78 litros) até o próximo ano.

"Utilizar uma pequena parte dos recursos da reserva proporcionaria a ajuda necessária aos consumidores americanos, que enfrentam preços sem precedentes, e ajudaria a nossa economia durante um período de grave instabilidade", indicou Pelosi.

A Reserva Estratégica de Petróleo foi criada pelo Congresso em meados da década de 70, e atualmente abriga cerca de 706 milhões de barris. EFE ojl/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.