Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Casa Branca reconhece avanço em impasse sobre ajuda a montadoras

Washington, 6 dez (EFE).- O Congresso, de maioria democrata, e a Casa Branca alcançaram progressos neste fim de semana na negociação sobre um pacote de ajudas à indústria do automóvel.

EFE |

A porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, reconheceu hoje que as negociações tinham entrado em uma fase "construtiva", mas não quis detalhar se o acordo está perto.

A Casa Branca e os líderes do Congresso, aonde foram esta semana os diretores de Ford, Chrysler e General Motors para pedir US$ 34 bilhões em empréstimos e linhas de crédito, trabalham contra o relógio para afastar suas diferenças e resgatar essa indústria.

"Tivemos discussões construtivas com os membros das duas câmaras do Congresso, e dos dois partidos", disse hoje Perino, em comunicado.

Até agora, o Governo e a maioria democrata do Congresso não chegaram a um acordo sobre de onde tirar o dinheiro necessário para ajudar à indústria automobilística.

Os democratas querem que a ajuda saia do plano de resgate de US$ 700 bilhões, enquanto a Casa Branca acredita que o montante deve ser obtido junto a reservas do Departamento de Energia.

A porta-voz da Casa Branca também mostrou sua confiança em que "seguirá avançando na negociação do resgate do automóvel, sob determinados princípios".

Perino citou o "uso de programas de empréstimos que já existem", com relação ao de ajudas do Departamento de Energia, e a "imposição de proteções muito fortes para os contribuintes" de modo a evitar que o dinheiro concedido à indústria seja gasto erroneamente.

"O Congresso insistirá em que qualquer legislação inclua uma supervisão rigorosa que garanta que os recursos se utilizem de modo que assegurem a viabilidade a longo prazo e a competitividade da indústria automotiva dos EUA", assinalou Pelosi. EFE pgp/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG