Washington, 7 out (EFE).- A porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, disse hoje, em sua coletiva de imprensa diária, que a crise financeira já afeta mercados como o brasileiro e ressaltou que medidas precisam ser tomadas.

"Isto está afetando todo o mundo, incluindo mercados emergentes como Brasil e México. Por isso há muito trabalho pela frente (...) e continuamos trabalhando", afirmou a porta-voz da Casa Branca.

Na coletiva, Dana Perino destacou que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, falou hoje com líderes europeus sobre a instabilidade dos mercados, explicou sobre as medidas tomadas para conter a crise e ressaltou a importância de uma resposta global coordenada.

Segundo ela, Bush ligou para o presidente francês, Nicolas Sarkozy, o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, e o premier da Itália, Silvio Berlusconi.

"Nas conversas com nossos bons aliados e nossos amigos, o presidente falou das diferentes medidas que os EUA tomaram para devolver a estabilidade aos mercados e da importância que todos os países trabalhem juntos para coordenar nossas ações", assinalou a porta-voz.

Segundo a porta-voz, o Governo Bush "está satisfeito com os níveis de esforços e coordenação" global dos Executivos para enfrentar a crise financeira internacional.

"É importante irmos todos na mesma direção", acrescentou.

Em sua conversa telefônica com Sarkozy, Bush tratou com o presidente francês sua proposta de reunir o Grupo dos Oito (G8, que reúne os sete mais desenvolvidos e a Rússia) para abordar os graves problemas dos mercados financeiros.

"O presidente está disposto a participar dela, mas nosso foco de atenção imediato é o encontro deste fim de semana (do G7), porque ainda nos movimentamos em uma situação de emergência", esclareceu a porta-voz. EFE cai/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.