O setor de cartões passou a ser alvo do governo em 2008, após liderar o ranking de reclamações do Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) em 2007

O setor de cartões passou a ser alvo do governo em 2008, após liderar o ranking de reclamações do Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) em 2007. Um estudo feito pelo BC e alguns ministérios chegou à conclusão que o setor era extremamente concentrado nas mãos de duas empresas (Redecard e VisaNet, que depois trocou seu nome para Cielo), o que impedia a entrada de novas empresas. Para mudar esse quadro, foram feitas algumas propostas, como o fim da exclusividade no credenciamento. Antes, a Cielo detinha a exclusividade da bandeira Visa, enquanto a Mastercard era praticamente monopólio da Redecard. Hoje, as duas bandeiras podem ser encontradas nas duas credenciadoras. Uma das discussões hoje em vigor no governo é o tabelamento e a diminuição do número de tarifas cobradas pelos cartões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.