Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Veja como trabalhar na ONU

Domínio de uma das seis línguas oficiais é obrigatório

iG São Paulo |

Diante de tantas catástrofes ¿ naturais ou iniciadas pelo homem ¿ que acometeram o planeta nos últimos anos, profissões ligadas a organizações internacionais ganham cada vez mais destaque.

A Organização das Nações Unidas (ONU) é uma das principais instituições nas quais se pode atuar. São cerca de 65 mil funcionários no mundo inteiro, provenientes de 175 países. O ingresso na organização, contudo, não é nada fácil. O candidato deve ter fluência em, pelo menos, uma das seis línguas oficiais da ONU (inglês, francês, espanhol, chinês, árabe e russo). Nesse caso, quanto mais, melhor.

Valéria Schilling, assessora de comunicação do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), por exemplo, conta que os facilitadores de seu ingresso foram o espanhol e o inglês fluentes, além de sua experiência internacional.

Morei muitos anos fora do Brasil e sempre gostei de acompanhar o que estava acontecendo. A ONU tem um trabalho interessante no mundo inteiro, comenta ela, que há dez anos serve a instituição.

Em aberto - Segundo informações do UNIC, as vagas são anunciadas diariamente no site da ONU . Podem se candidatar especialistas de diversas áreas como Medicina, Direito, Jornalismo, Relações Internacionais ou Comunicação, entre outros.

Na mesma página, encontram-se os cargos disponíveis para atuar nas Forças de Paz. Os interessados em trabalhar nas agências, programas ou fundos que formam o Sistema das Nações Unidas, devem acessar as páginas específicas de cada um deles.

Na Organização Internacional do Trabalho (OIT), por exemplo, a maioria dos trabalhos é por tempo determinado, segundo a assessoria de imprensa do órgão. Os projetos, no entanto, podem ser estendidos.

Sem diploma - Há oportunidades também para pessoas sem Ensino Superior. Valéria explica que é uma categoria diferente de contratação chamada General Services (serviços gerais, em inglês), na qual são recrutadas pessoas para funções administrativas.

Para o nível Professional (profissional, em inglês), é preciso ter diploma. São postos que exigem mobilidade do funcionário. A cada quatro ou cinco anos, eles devem mudar de lugar. As regras de trabalho são internacionais. Não recebemos 13º salário, por exemplo, explica Valéria.

Voluntário - Outra forma de ingresso na ONU é por meio de seu programa de voluntariado . Nele, os interessados candidatam-se a programas voltados ao desenvolvimento e paz no mundo inteiro. 

Mas a vantagem de se trabalhar em uma organização conceituada mundialmente vai além da possibilidade de trafegar pelo mundo com o passaporte vermelho, um tipo de documento diplomático. Ter um nome como ONU no currículo certamente enche os olhos do selecionador.

Para se ter uma ideia da procura por um posto na organização, Valéria conta que no início do ano foi aberta uma vaga provisória para jornalista multimídia e foram recebidos 700 currículos. É um trabalho de muito respeito no mundo inteiro, conclui.

Leia também:
- Cursos de idioma dão upgrade no currículo
- Falar francês é diferencial no currículo de um profissional
- Mais perto do mercado chinês
- "Portunhol" pode prejudicar profissional, diz professor

Siga o iG Empregos no Twitter

Receba as atualizações do iG Empregos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG