Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Variação cambial exige cuidados na hora de usar o cartão de crédito internacional

Com as oscilações repentinas do dólar, compra no exterior pode virar pesadelo

Isis Coelho |

As oscilações do dólar preocupam não só o mercado financeiro global. Aqueles que planejaram uma viagem ao exterior no período de férias também estão apreensivos. As despesas realizadas em moeda estrangeira podem trazer surpresas desagradáveis e, de quebra, comprometer o tão esperado momento de descanso.

Um dos maiores vilões hoje é o cartão de crédito internacional. Como o cálculo dos gastos é feito com base no valor do dólar turismo do dia, o câmbio chega a ter variações imprevisíveis. Desde o início de agosto, a moeda americana atingiu uma valorização de quase 50%.  Diante das oscilações repentinas do dólar, qualquer compra internacional pode virar um pesadelo, afirma o consultor Alexandre Assaf, professor Dr. da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi).

Portanto, quem ainda não está com as férias engatilhadas, o melhor, segundo ele, é aguardar. Caso a viagem já esteja marcada, Assaf aconselha a dividir as compras no cartão de crédito e travellers checks ou cheques de viagem, comercializados em dólar ou euro, em vez de levar dinheiro em espécie. Os gastos no cartão são convertidos em reais com base no valor do dólar turismo do dia, que costuma ser menor do que o do dólar comercial.

Os travellers checks, segundo ele, também têm a vantagem de serem cotados com base no dólar ou euro turismo. Aceito em diversos estabelecimentos comerciais do mundo inteiro, eles são facilmente trocados por dinheiro local em bancos ou postos de câmbio e, em caso de perda, furto ou roubo, o cliente pode ser reembolsado. 


 

Leia tudo sobre: ig empregossalários ig empregos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG