Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Ter tempo para si é fundamental, diz consultora

Trânsito pode ser usado para momentos de reflexão pessoal

Maria Carolina Nomura, iG São Paulo |

Na correria do cotidiano, conciliar trabalho e família já é tarefa difícil. Nesse malabarismo, encaixar um momento para si, então, é quase impossível. Isso porque o tempo, escasso, é comido não apenas pelos compromissos de trabalho e pessoais, mas também por situações como trânsito, atrasos e imprevistos.

Dessa forma, ter um tempo para si mesmo, seja ele para refletir, praticar um esporte ou desenvolver qualquer atividade prazerosa fica sempre relegado a último plano. Não costumamos colocarmos a nós próprios como compromissos e, portanto, definitivamente não temos agenda para nós mesmos, afirma a administradora de empresas e coach Káritas de Toledo Ribas.

Uma solução para encontrar esse espaço é o planejamento, define Káritas. Quando estabelecemos prioridades, privilegiando o que de fato é importante, percebemos que, muitas vezes, há muito tempo desperdiçado em tarefas que não são prioritárias e nem necessárias, diz.

Aqui e agora - Não viver o presente no presente é um fator que deve ser levado em conta, pois quando não conseguimos desenvolver nosso senso de presença perdemos nosso foco e com isso, muito tempo tentando conectar o que estamos fazendo com o que estamos pensando, explica a coach.

Uma alternativa para tentar se conectar ao presente sem perder tempo é usar as horas no trânsito para refletir. É o que faz a médica Juliana Andrade, de 42 anos. Como sua rotina divide-se entre hospital, consultório e casa, a duração dos deslocamentos entre os três locais são reservados para si.

Uso o tempo para refletir sobre o que aconteceu no dia, sobre os casos difíceis de meus pacientes, sobre os problemas de meus filhos. Ou, quando consigo, apenas ouço uma música de que gosto muito, comenta.

Um minuto - No livro Um minuto para mim, da editora Record, o psicólogo americano Spenser Johnson propõe que as pessoas saibam dar ouvidos à sua sabedoria interior, feito logrado quando há, de fato, um espaço para si. Para ele, reservar-se um momento para reflexão pode representar a diferença entre uma vida frustrada e uma trajetória de autorrealização e sucesso pessoal.

Káritas concorda e diz que um exercício que ajuda o profissional a refletir sobre sua vida é projetar o futuro pensando em agir daqui a 10 anos da forma como você vive agora. Isso vale para saber se o profissional quer de fato continuar obtendo os resultados que obtém hoje em longo prazo. Só é possível mudar o resultado, mudando as ações que geram esse resultado, afirma.

Leia também:
- "Viver com pressa não é exatamente viver", diz jornalista
- Especial: como administrar seu tempo

Leia mais sobre empregos

 

Siga o iG Empregos no Twitter

 

Receba as atualizações do iG Empregos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG