Comer chocolate e pãezinhos ao final do dia pode resultar naquela barriguinha difícil de eliminar

Para muitas pessoas, terminar o dia sem comer um chocolate sequer é praticamente impensável. Se você é uma delas, fique esperto. De acordo com levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de sete milhões de brasileiros estão acima do peso e não podem se dar ao luxo de devorar alguns bombons durante o lanche da tarde.

Mas não se desespere. Ter vontade de comer algo doce ao final do dia é normal.  Nessa hora, o metabolismo começa a ficar mais lento e a produção de serotonina cai drasticamente, explica a nutricionista Alessandra Camargo. Para que a fabricação dessa substância - que tem efeito sedativo e calmante - seja normalizada pelo organismo, a pessoa deve ingerir alimentos que sejam fonte de carboidrato, como pães, massas e biscoitos ou que contenham aminoácido triptofano, a exemplo do chocolate.

Em geral, as pessoas buscam alimentos mais calóricos porque não se alimentaram direito no almoço ou ficaram sem comer por um período muito longo, diz Alessandra. Para quem quer evitar os quilinhos a mais na balança, a nutricionista recomenda que as refeições sejam feitas de três em três horas. Fora isso, guloseimas, fast-food, pãezinhos e refrigerantes devem passar longe do lanche da tarde. Frutas secas, castanhas, gelatina e iogurte light estão entre as melhores alternativas, aconselha.

Alimentos fibrosos, como os cereais, também ajudam a manter a sensação de saciedade. A pessoa pode comer uma salada de frutas com granola, por exemplo, afirma a nutricionista. Se no seu trabalho não tiver geladeira ou qualquer lugar em que esses itens possam ser armazenados, a famosa barrinha de cereal acaba se transformando em uma boa pedida.  Contudo, a nutricionista faz um alerta. Não adianta comer 10 gelatinas para evitar o chocolate.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.