Mas índices maiores estão em SP, RJ e DF

São Paulo ¿ Os Estados de Rondônia e Acre lideraram o aumento do salário médio de admissão no Brasil entre 2003 e 2007. Os trabalhadores contratados em 2009 estavam ganhando R$ 249,43 a mais do que em 2003 em Rondônia e R$ 236,42 no Acre, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

No fim de 2009, o salário médio de admissão nesses estados era de R$ 718,23 e R$ 701,15, respectivamente.

Mas os maiores salários de admissão estão em São Paulo, com média de R$ 880,49, no Rio de Janeiro, com R$ 844,77, e no Distrito Federal, com R$812,57. No entanto a diferença entre o maior salário, em São Paulo, e o menor salário, na Paraíba diminui nos últimos sete anos. Em 2003 a diferença entre os dois estados era de R$ 341,48, passando para R$ 302,34 em 2009. Uma queda de R$39,14.

Todos os Estados, exceto do Distrito Federal e o Amazonas, tiveram aumento de mais de R$ 105,00 no salário médio de admissão nesse período. Dezessete Estados tiveram aumento acima da média brasileira, que registrou uma elevação de R$ 142,30.

No Brasil, o salário médio de admissão em 2009 era de R$ 757,09. O salário médio de admissão em todos os Estados estava acima do salário mínimo (R$ 465,00) em 2009, em, no mínimo, R$ 133,15.

Setores - O setor que apresentou maior crescimento no salário médio de admissão entre 2003 e 2009 foi o da Administração Pública, com um aumento de R$ 280,04 no país nesse período. O setor foi o que teve a maior elevação do salário de admissão em 16 Estados, com crescimento mínimo registrado no Distrito Federal, onde o aumento nesses sete anos foi de R$ 321,50. O maior aumento do setor foi no Acre, onde o salário na hora da contratação passou de R$ R$ 479,85 em 2003 para R$ 1.934,62 em 2009.

A Construção Civil teve o segundo melhor aumento no salário de admissão no país, crescendo R$ 183,90 em sete anos. Entre os estados, Rondônia foi o grande destaque desse setor, apresentando um aumento de R$ 395,65 no salário médio de admissão entre 2003 e 2009, passando de R$ 503,73 para R$ 899,42. O valor fica acima da média total do estado, que é de R$ 718,23.

Outro destaque positivo foi o setor de Extrativa Mineral, que liderou o aumento do salário médio de admissão em quatro estados. No Amazonas o salário na hora da contratação nesse setor passou de R$ 1.164,65 para R$ 1.966,83 em sete anos, registrando o maior aumento do salário de admissão desse setor no país e o melhor salário entre os setores no estado.

Leia mais sobre salários

Siga o iG Empregos no Twitter

Receba as atualizações do iG Empregos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.