Tamanho do texto

Iniciativa pretende tornar o ensino superior europeu mais acessível aos estudantes do Brasil

São Paulo ¿ De 27 a 29 de março, durante a Expobelta, a Comissão Europeia apresenta oficialmente ao público brasileiro o programa Study in Europe. A iniciativa pretende tornar o ensino superior europeu mais acessível aos estudantes do Brasil, país foco do projeto em 2009. A Expobelta, a mais tradicional feira de educação internacional do Brasil, ocorre no Pavilhão da Bienal, em São Paulo, das 14h às 19h.

Mesmo diante de um cenário de instabilidade econômica, o Study in Europe é uma prova de que existem oportunidades aos jovens do Brasil nas mais tradicionais instituições de ensino superior do continente europeu. São mais de 4 mil universidades, muitas delas entre as 100 melhores do mundo e com mais de mil anos de tradição.

Durante a feira, os estudantes podem obter informações detalhadas sobre 14 dos 32 países participantes do projeto: Alemanha, Hungria, Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, Finlândia, França, Holanda, Letônia, Lituânia, Noruega, Polônia, Portugal e Suécia.

Bolsas de estudo
O grande objetivo do Programa Study in Europe é promover o ensino superior europeu como um todo. Paralelamente, existem programas de bolsas de estudo da Comissão Europeia, como Alban e Erasmus Mundus, que viabilizam o intercâmbio dos estudantes.

Criado em 2002, o Alban concede auxílio financeiro exclusivamente a latino-americanos que têm interesse em estudar no continente europeu.  Até 2010, a expectativa é de que aproximadamente 3.900 estudantes e profissionais latino-americanos sejam beneficiados com bolsas de estudo. Somente do Brasil, foram selecionados até agora 1.077 pessoas. Os destinos mais procurados pelos brasileiros foram Portugal, Reino Unido e França, nesta ordem.

Outro programa de grande visibilidade é o Erasmus Mundus, que desde 2004 oferece bolsas de estudos a jovens não residentes no continente europeu. Entre 2004 e 2009, foram concedidas 343 bolsas a estudantes e acadêmicos brasileiros. Entre 2009 e 2013, está previsto investimento total de aproximadamente ¿ 950 milhões em bolsas de estudo. Esse valor representa um aumento de 56% em relação ao período anterior (2004-2008).

Informações sobre os programas:

Study in Europe

Alban

Erasmus Mundus

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.