Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Profissional sustentável ganha espaço

Trabalho voluntário pode ser diferencial em processos seletivos de empresas que tenham áreas ligadas a meio ambiente e responsabilidade social

Isis Coelho |

Buscar um diferencial que possa ajudar a destacar o seu currículo em meio a tantos outros é uma necessidade cada vez mais atual. Os cursos de especialização, idiomas e informática, normalmente, são os mais procurados. Mas, a partir da década de 90, com a valorização das ações sociais pelo mercado corporativo, o voluntariado começou a chamar a atenção dos empregadores e dos profissionais antenados.

Um levantamento feito em agosto de 2007 pela ONG Riovoluntário junto a 103 empresas de todo país mostrou que 45% das companhias entrevistadas mantinham programas estruturados de voluntariado e 73% delas estimulam o voluntariado em programas sociais da própria empresa. A Wal-Mart Brasil, por exemplo, promove um evento todo semestre onde seus funcionários doam um dia de trabalho para realizar ações voluntárias em creches, escolas, bibliotecas e hospitais do país. É um dia de comemoração, onde todos nossos associados trabalham por uma causa maior, diz Dennis Junior, diretor de RH do Wal-Mart Brasil.

De acordo com a Renata Gentil, consultora de recrutamento e seleção da Ricardo Xavier Recursos Humanos, os projetos voluntários são vistos como diferenciais apenas em alguns setores. Dificilmente as empresas indicam esse tipo de atividade no currículo como essencial para a contratação, diz. De acordo com ela, apenas instituições de ensino e companhias com áreas de sustentabilidade dão um enfoque maior a esse tipo de experiência no momento da contratação. Mas isto não quer dizer que as empresas não a valorizem.

Realizar algum tipo de trabalho não remunerado pode ajudar o profissional a desenvolver habilidades consideradas indispensáveis em um processo seletivo. Quando alguém se envolve com esse tipo de ação, além de contribuir com o outro, aumenta sua capacidade de planejamento, liderança e trabalho em equipe, afirma Renata.

A especialista aconselha que, antes de enviar o currículo para ser avaliado por uma empresa, o candidato procure saber se a organização promove ações sustentáveis e se o voluntariado será realmente um diferencial. Em todo caso, sempre mencione a atividade em uma entrevista de emprego, diz Renata. Ela pode não ser essencial, mas irá destacá-lo junto a outros candidatos, completa.

Leia tudo sobre: curriculocurr¿culorecrutamentosele¿¿ovoluntariadovolunt¿rio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG