Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Profissionais devem ter cautela ao atuar para políticos malvistos

Trabalhador pode ser considerado tão corrupto quanto seu cliente

Maria Carolina Nomura, iG São Paulo |

ANO ELEITORAL
¿ Ano eleitoral abre oportunidades para marketeiros e advogados
¿ Profissionais devem ter cautela ao atuar para políticos malvistos

¿
Concursos públicos não são suspensos em ano eleitoral

Que se ganha muito dinheiro trabalhando em campanhas eleitorais, disso ninguém duvida. Mas atrelar a imagem profissional a de um político que não é muito bem visto por seu passado desonesto também tem um preço. E esse pode ser bem caro.

Para o professor Ivan Santo Barbosa, coordenador do curso de marketing político da Universidade de São Paulo (USP), é importante o profissional ser ético, acima de tudo. Se ele ajudar políticos que não cumprem o que promete, ele pode ter o seu nome sujo no mercado, comenta.

O consultor em marketing político Sullyvan Andrade comenta que o mais importante é ser honesto. O jargão marketeiro está desgastado e é até citado no sentido pejorativo. O que importa é fazer meu trabalho com dignidade e ficar livre de acusações perante a lei. Para que isso aconteça, só existe um caminho, o da honestidade. Daí o ditado quem não deve, não teme, argumenta.

Contrato - Além da imagem, os profissionais que trabalham em campanhas políticas devem atentar para o uso do seu nome. Muitos coordenadores de campanhas usam os nomes dos funcionários como se fossem doadores. Por isso, aconselho que essas pessoas exijam um contrato de trabalho com a descrição de suas funções e peguem recibos de seus pagamentos, alerta a advogada trabalhista Carmen Livreto, mestranda em Direito do Trabalho pela Universidade Estadual de São Paulo (Unesp).

Leia também:
- Profissionais devem ter cuidado para manter reputação
- Ano eleitoral abre oportunidades para marketeiros e advogados
- Concursos públicos não são suspensos em ano eleitoral

Siga o iG Empregos no Twitter

Receba as atualizações do iG Empregos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG