Crescimento foi registrado em relação a 2008

São Paulo ¿ O ano de 2009 registrou maior demanda por executivos, de acordo com estudo da consultoria DBM, que identificou que a procura por profissionais para atuação em posições de chefia intermediária, gerência, diretoria, presidência e conselho de administração cresceu 57% em relação ao ano anterior.

A DBM acredita que o movimento é devido ao fato de as empresas estarem contratando mais, diante das perspectivas favoráveis para este ano, além do impacto esperado para a economia do país, por conta de eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas.

Serviços - De acordo com o levantamento, os setores que mais demandaram executivos em 2009 foram os de serviços de informática e o de eletroeletrônicos, que buscaram respectivamente 92% e 63% mais executivos, frente aos dados de 2008.

A maior parte das vagas foi ocupada por profissionais das áreas comercial, de vendas e marketing - o que comprova o foco das empresas em reforçar seus canais de venda para atender a demanda em alta. A procura por executivos para atuação nesse nicho se ampliou em 68% no acumulado do ano passado em comparação com o volume de 2008.

De acordo com o estudo, o setor de produtos de consumo buscou 87% mais profissionais em 2009 do que no ano anterior. Nos setores de serviços e de varejo, foram contabilizadas altas de 65% e 87%, respectivamente, ante o dado de 2008.

Alimentos - As companhias de alimentos e bebidas também se mostraram mais ativas na contratação de executivos. Em 2009, buscaram 68% mais profissionais que no ano anterior. A perspectiva para 2010 é a de manutenção do cenário. De acordo com a análise da DBM, esse cenário mostra que a ampliação do contingente que forma a classe C brasileira deu fôlego extra para a demanda por executivos.

Os segmentos de educação e meio ambiente figuraram - pela primeira vez - entre os 20 que mais buscaram profissionais no acumulado de um ano para seus quadros de chefia intermediária, gerência e diretoria e até mesmo CEOs e conselheiros.

Leia mais sobre pesquisas

Siga o iG Empregos no Twitter

Receba as atualizações do iG Empregos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.