Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Mestrado profissional pode representar diferencial na carreira

Especialização é alternativa para quem quer aplicar o conhecimento teórico no dia-a-dia do mercado de trabalho

Isis Coelho |

Pré-requisito para quem deseja seguir carreira acadêmica, o mestrado, em geral, é procurado por recém-graduados, interessados em aprofundar-se em alguma área do conhecimento. Muito embora, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) reconheça o mestrado profissional como alternativa àqueles que querem aplicar o conhecimento teórico no dia-a-dia das atividades exercidas no mercado de trabalho. 

De acordo com a última avaliação da Capes, divulgada em outubro de 2007, existem 156 mestrados profissionais reconhecidos pelo órgão, dos quais 41% figuram entre os melhores cursos do país. O número é pequeno se comparado à oferta de mestrados acadêmicos, que totalizam 2.070.

O mestrado profissional atende a um perfil de formação pessoal que era obtido apenas com os cursos de MBA (do inglês Master in Business Education), que não são reconhecidos pela Capes. Ao contrário do MBA, a nova modalidade garante ao aluno a titulação de mestre, assim como acontece no mestrado acadêmico. A vantagem do mestrado profissional é que ele tem um selo de qualidade, diz Aline Maria da Silva, assessora da pró-reitoria de pós-graduação da Universidade de São Paulo (USP).

Com uma carga horária mais flexível, os programas contam com um currículo menos teórico que o mestrado acadêmico. A idéia é permitir ao aluno desenvolver habilidades de pesquisador, podendo utilizar o conhecimento adquirido para ascender na carreira.

Assim como no mestrado acadêmico, os interessados devem passar por um tipo de processo seletivo, que pode variar de acordo com o curso ou universidade. Os critérios de avaliação, normalmente, envolvem provas de conhecimento específico, avaliação de currículo, carta de recomendação, entrevista pessoal e proficiência em língua estrangeira. Além disso, algumas universidades exigem experiência prévia comprovada.

Apesar de ser oferecido gratuitamente por universidades públicas ¿ que representam a maior parte dos cursos oferecidos no país -, o valor de do curso completo de mestrado profissional pode chegar à R$ 72 mil em instituições particulares, com duração de dois anos. É o caso do programa de Administração da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV-Eaesp).

 

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG