Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Listas de discussão por e-mail são ferramenta para compartilhar vagas

Associar-se aos grupos pode ser uma alternativa na hora de procurar emprego

Rachel Sciré |

Com o fim das fronteiras entre o mundo real e virtual, a Internet tornou-se uma grande aliada na busca de emprego. As oportunidades podem ser caçadas de diversas maneiras, quer seja com o cadastro nos sites das empresas ou em redes sociais. Outra maneira de compartilhar vagas são as listas de discussão, ferramentas que permitem a troca de mensagens de e-mail entre um grupo de pessoas.

As listas são temáticas, criadas para trocar informações variadas sobre hobbies, temas de estudo, política, religião, assuntos profissionais, por exemplo. Mas a plataforma também costuma ser aproveitada para divulgar anúncios profissionais. Foi o que resolveu fazer Laise Nucci, responsável pela área de treinamento do Hospital São Paulo.

Por trabalhar com RH, ela sempre recebia muitas vagas e currículos. Em agosto de 2004 criou o grupo Arruma Emprego, com divulgação de vagas para todo o País. Hoje são 5.400 associados e uma média de 1.500 mensagens por mês, que ela modera para barrar anúncios de má-fé, que oferecem dinheiro fácil, ou de empresas picaretas de recolocação, conta.

Segundo ela, é preciso garimpar as vagas, pois são repassadas desde oportunidades de telemarketing até cargos gerenciais. Mesmo sem saber ao certo quantas pessoas conseguiram emprego pelo grupo, eu fico com a ilusão de que estou ajudando alguém, diz a coordenadora do grupo, que não teve sucesso nas enquetes que realizou para descobrir quem tinha se beneficiado com sua iniciativa. Ela também não conseguiu descobrir o motivo de a movimentação das vagas ser maior para o Rio de Janeiro, já que a lista foi criada na capital paulista.

Vagas de TI ¿ Conforme explica o consultor de informática Paulo Zeferino, proprietário da lista Vagas SAP, as consultorias do setor encontraram esse filão para divulgar vagas. Segundo ele, é comum encontrar anúncios de empresas grandes, como Complex, Procwork, Accenture ou IBM, entre as oportunidades listadas.

Tânia Cicuto, diretora administrativa da New Com Consultoria e Sistemas, de Campo Grande (MS), costuma divulgar vagas em grupos de interesse ¿ em geral, para projetos em andamento, quando não é possível treinar os selecionados. Para ela, a escassez de profissionais qualificados faz das listas uma boa alternativa para recrutar mão-de-obra. É mais fácil conseguir um profissional dessa maneira. Aparece gente do mundo inteiro para os projetos.

Imagine a média de oito e-mails com vagas divulgados por dia. É algo muito relevante, ainda mais com a crise, diz Zeferino.

Um dos associados de seu grupo é Marcelo Boccia, consultor SAP autônomo, que já conseguiu "sete ou oito" projetos a partir das vagas divulgadas nos grupos. Boccia é cadastrado em mais de 15 listas de discussão, inclusive em grupos nos Estados Unidos e na Índia, que servem tanto para a troca de experiências, como para a busca de oportunidades de emprego. Ele já teve a chance de participar de projetos internacionais por meio dessas vagas. Além do networking realizado, não existe melhor forma de encontrar vaga do que nas listas, acredita.

Boccia explica que o modelo ajuda a alertar os profissionais sobre as empresas que não são confiáveis ou deixam de cumprir os contratos. Segundo os profissionais de TI, a área é muito colaborativa, o que se reflete na hora de arrumar um emprego. Zeferino também possui um grupo sobre marketing, que criou para a sua irmã, mas ali a movimentação é quase nula. Eu montei um canal simplesmente para ajudar, fala o moderador. Se houvesse algo assim em outras áreas, sem interesse financeiro, apenas com o propósito de unir a demanda e a oferta, o cenário seria melhor.


Leia mais
Procura-se emprego na web
Currículo virtual atrai oportunidades

Leia tudo sobre: currículosig empregos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG