Tamanho do texto

Coaches facilitam processos de mudança, afirma Margareth Moore

Os 17 anos de experiência como executiva renderam à canadense Margareth Moore uma visão diferente do mundo corporativo. Acostumada com as mazelas que esse universo proporciona, Meg, como é conhecida, decidiu enveredar-se pelo mundo do coaching, treinando funcionários para que aprendessem a viver melhor.

Atualmente, a coach Meg é proprietária da Wellcoaches Corporation e atua na área de prevenção e bem-estar. Sua empresa é parceira da Associação Americana de Medicina de Esporte e atua com base científica e na área de saúde.

A empresária já treinou mais de 4 mil clínicos gerais e profissionais da área de saúde física e mental, e mantém, em média anual, treinamento de mais de mil coaches de saúde, fitness e bem-estar.

Em visita ao Brasil, ela concedeu uma entrevista ao iG Carreiras:

iG - A senhora teve uma ótima carreira como executiva. Por que se tornou uma coach?
Margareth Moore ¿ Passei 17 anos como executiva da área de biotecnologia, sete dos quais como empresária. Então, mudei para a área de coaching e prevenção de doenças porque acredito que precisamos de novas intervenções para a prevenção de doenças em conjunto com medicamentos para tratar delas. Sou uma executiva na indústria do coaching e fundei a maior escola de treinamento de coaches para profissionais da saúde, conhecida por estabelecer parâmetros internacionais para profissionais de saúde e coaches que lidam com o bem-estar. Até hoje, realizei mais de treinamentos 4 mil em 32 países, inclusive o Brasil. Também sou co-fundadora do Instituto de Coaching do Hospital McLean, afiliado ao Instituto de Coaching da Escola de Medicina da Harvard.

iG ¿ Atualmente, se fizermos uma pesquisa rápida em sites de busca com a palavra coach, aparecerão centenas de profissionais. Quais são os critérios que a senhora utiliza para dizer quem são os bons coaches?
Margareth ¿ A pessoa deve buscar as bases científicas (teorias e evidências) de um modelo de coach. Verificar se o profissional recebeu treinamento de uma instituição respeitada, se tem credenciais de especialista e se tem alguma especialização na área de coaching.

iG ¿ No Brasil, o conceito de coach cresceu rapidamente. Há coaches que ajudam os profissionais em suas carreiras, em suas relações pessoais, e em sua vida pessoal. Qual é o real conceito de coach e em que áreas ele pode ser aplicado com profissionalismo?
Margareth ¿ Os coaches têm um denominador comum: nós facilitamos o processo de mudança direcionado para a melhoria no comportamento humano, em novas habilidades psicológicas, novos conhecimentos na área de foco e melhoraria do desempenho. Os coaches ajudam os clientes a otimizar seu potencial, ajudando-os a atingir metas que não seriam possíveis sem ajuda. Os treinadores podem ser especialistas em diversas áreas, tanto profissional, quanto pessoal. Assim, temos o coach de bem-estar e saúde, carreira, negócios e liderança, entre outros.

iG ¿ Quais são os principais objetivos de seu trabalho?
Margareth ¿ São quatro:
1. Estabelecer a profissão de coaching para cuidados à saúde e medicina, começando pelos Estados Unidos. Esse era um projeto para vinte anos e que estamos conseguindo desenvolver em dez.
2. Estabelecer os fundamentos científicos do coaching por meio do Instituto de Coaching. Estou co-presidindo um processo de credenciamento nacional de coaches de saúde e bem-estar e um time estratégico de pesquisa. Também sou co-diretora do Congresso Anual de Coaching da Escola de Medicina da Harvard, além de ser conselheira do Instituto de Medicina de Estilo de Vida na Escola de Medicina da Harvard.
3. Continuar a inovar e a melhorar as práticas em treinamento e credenciar coaches de saúde profissionais, como enfermeiras que trabalham com gerenciamento de doenças e coaches de bem-estar, que são profissionais focados em otimizar a saúde física e mental. 
4. Ensinar consumidores e corporações sobre como funciona o trabalho do coaching escrevendo artigos, livros e blogs.

Leia também:
- Aumenta busca por "coaching" no Brasil
- Avaliação da carreira deve ser constante, dizem consultores
- Conheça os serviços mais comuns prestados pelas consultorias de carreira

Leia mais sobre empregos

Siga o iG Empregos no Twitter

Receba as atualizações do iG Empregos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.