A sobrecarga de atividades é a principal causa do aumento da tensão no fim do ano

Trânsito, acúmulo de trabalho, compras, happy hours, expectativa pelas férias. Tantas atividades no fim do ano fazem com que essa época seja responsável pelo aumento do nível de estresse em 75%, segundo uma pesquisa da International Stress Management Association (Isma-BR), associação internacional que estuda o estresse e suas formas de prevenção.

A presidente da Isma-BR, Ana Maria Rossi, explica que as causas do crescimento envolvem a sobrecarga de tarefas. Para 25% dos entrevistados, por exemplo, os gastos adicionais com presentes e festas aumentam seu nível de estresse. Como não dá para mudar a situação, é melhor ter objetivos realistas do que é preciso fazer e aproveitar o momento, sem se desgastar, diz.

Caso contrário, a tensão será traduzida em sintomas físicos, comportamentais e emocionais. Insônia, problemas gástricos, aumento da irritação e ansiedade, maior uso de medicamentos para regular a ansiedade e compulsão por comida foram alguns dos sinais observados pela pesquisa.

O estudo foi feito com 678 pessoas, de 25 a 55 anos (homens e mulheres, economicamente ativos).

Trabalho ¿ A chegada do fim de ano faz com que os compromissos no ambiente de trabalho aumentem, seja o encerramento de projetos, reuniões de balanceamento e planejamento ou eventos de confraternização, por exemplo. Para 60% dos entrevistados, o excesso de tarefas no âmbito profissional é o principal responsável pelo crescimento da tensão em dezembro.

A proximidade do período de férias também costuma deixar muitos profissionais exaltados. As pessoas se ressentem de sair do escritório e não conseguem se desligar das obrigações profissionais, afirma Ana Maria. Segundo a especialista, dividir tarefas, na família e na empresa é uma boa maneira de evitar o esgotamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.