Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Equilíbrio é fundamental para enfrentar a crise, diz especialista

O consultor Robert Wong ensina como não entrar em pânico e evitar que a vida pessoal seja contaminada pelas incertezas

Andrea Giardino |

Em meio a onda de demissões em massa que atinge não só os Estados Unidos, mas começa a ter reflexos no Brasil, muitos profissionais vivem momentos de medo e ansiedade. Mas como não contaminar o ambiente em casa e levar para a vida pessoal essas angústias provocadas pelas incertezas do cenário de crise?

A palavra de ordem é atitude, ou seja, que postura temos diante dos acontecimentos, afirma Robert Wong, consultor, ex-presidente para a América Latina da Korn/Ferry International, reconhecido como um dos 200 mais destacados headhunters do mundo segundo a revista inglesa The Economist. Precisamos aprender que não há problemas e sim desafios, diz. Seu livro O Sucesso Está no Equilíbrio, lançado em 2005 pela Editora Campus, há três meses ganhou versão pocket.

De seu consultório (como prefere chamar o espaço onde mantém a sua consultoria), na região da Avenida Faria Lima ¿ um dos importantes centros de negócios de São Paulo -, Wong concedeu a seguinte entrevista ao iG Empregos:

iG Empregos ¿ É possível manter o equilíbrio quando se está cercado por indefinições e não deixar que elas afetem sua vida pessoal?

Robert Wong ¿ O equilíbrio é fundamental em qualquer circunstância. Costumo dizer que problemas não existem e, sim, desafios. Mas é importante salientar que os desafios não podem ser controlados, nem fatores externos como a variação do câmbio e muito menos cenários de crise. Por isso, a diferença está na postura que as pessoas adotam frente aos acontecimentos. Se encararmos os desafios de forma positiva, criaremos uma oportunidade. Agora, se olharmos de maneira negativa, aí temos um problema real. Então, não vale a pena gerar desgastes em casa em relação a algo que não se tem controle.

iG Empregos ¿ Em seu livro, o senhor destaca o valor do autoconfiança. De que forma ela ajuda a transpor obstáculos?

Wong ¿ Em tudo na vida nós colocamos obstáculos. Se você fala que algo é difícil, será difícil. Se diz que tem dúvidas, certamente elas atrapalharão a realização de um sonho, de um objetivo. Se na crise você dá margem à ansiedade e ao desespero, são obstáculos que estará criando para si. Aqui vai um pouco do conceito propagado pelo famoso livro O Segredo [de Rhonda Byrne, lançado no Brasil pela editora Ediouro]. Tudo depende da autoconfiança.

iG Empregos ¿ Mas é saudável manter uma autoconfiança exagerada?

Wong - A autoconfiança não deve se basear em algo aleatório, mas no autoconhecimento. Você não vai sair por aí dizendo que pode ensinar filosofia, por exemplo, se não tem bagagem para isso. E veja como tudo se encaixa. Quanto mais você conhece alguém, maior é a sua confiança nela. Da mesma forma que quanto mais confio em alguém, mais quero conhecê-lo. É uma pena que as escolas se restrinjam a ensinar matemática, física, química. O autoconhecimento deveria estar inserido no currículo escolar.   

iG Empregos ¿ Como sobreviver à crise e os riscos de uma demissão? 

Wong ¿ Lembre-se que nada é permanente, inclusive a crise.Não há crises, mas sim desafios. Frente ao desafio, tenha uma atitude positiva e você criará uma oportunidade. Se sua atitude for negativa, aí sim você criará um problema. Há um ditado chinês que diz Seu problema tem solução, para que se preocupar. Seu problema não tem solução, para que se preocupar! Então, não se preocupe, ocupe-se.

 


 

Leia tudo sobre: ig empregosig empregos carreira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG