Tecnólogos têm aptidão gerencial. Técnicos, operacional. Conheça outras diferenças

Na hora de buscar um emprego, a formação num Curso Superior de Tecnologia pode causar algum estranhamento. Muitas pessoas se confundem e pensam que os profissionais possuem apenas o nível técnico, afirma coordenador da unidade de Ensino Superior das Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado de São Paulo, Ângelo Luiz Cortelazzo. 

Por isso, é preciso esclarecer a diferença entre os tecnólogos e os técnicos. No primeiro caso, são profissionais de nível superior com formação para a produção e a inovação científico-tecnológica e para a gestão de processos de produção de bens e serviços, como é informado no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia, disponível no site do MEC.

Já os cursos técnicos são oferecidos durante o Ensino Médio ou após a sua conclusão, com o objetivo de capacitar o aluno com conhecimentos teóricos e práticos em determinadas atividades do setor produtivo. Os alunos aprendem uma especialidade profissional em nível elementar. Alguns exemplos de cursos técnicos oferecidos nas Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) são: Agricultura, Design de Interiores, Eletrônica, Enfermagem, Meio Ambiente, Rede de Computadores, entre outros.

O trabalho de um técnico está associado ao planejamento, à execução ou ao controle de uma função, com ênfase maior na execução. Ele diz respeito a processos mais de operacionais, associadas às habilidades, explica o coordenador de Ensino Médio e Técnico do Centro Paula Souza, Almério Melquíades de Araújo.

O tecnólogo não é só um técnico, ele domina os métodos relacionadas à área e é capaz de produzir conhecimento, esclarece a pró-reitora adjunta de ensino da Universidade Cidade de São Paulo (Unicid), Denise Aparecida Campos. Ou seja, ele deve dominar as tecnologias, adequando-as de acordo com a realidade do trabalho desenvolvido.

Por se tratar de formação em Curso Superior, os tecnólogos possuem outras atribuições mais complexas. O coordenador das Etecs destaca a capacidade gerencial e autonomia profissional dos tecnólogos perante os técnicos. Um tecnólogo tem responsabilidade não só de fazer bem-feito, mas, se possível, melhorar a ação, aprimorar os processos e produtos, diz Araújo.

Os cursos técnicos são oferecidos de forma integrada complementar ou sequencial ao Ensino Médio. A carga horária varia de 800 a 1200 horas. Os tecnológicos podem ser cursados somente após a formação média e são completados entre 2 anos e meio ou 3 anos.

Leia também
Educação tecnológica é focada nas demandas do mercado de trabalho

Leia mais sobre: 
Cursos

Assine o RSS

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.