Redução seria reflexo da recessão na economia, já que vagas criadas no fim de 2008 superaram os números do ano anterior

São Paulo ¿ A efetivação de trabalhadores temporários de fim de ano sofreu uma redução de 10%, conforme divulgou, nesta terça (27), a Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem). O resultado seria reflexo da crise econômica, conforme comentou, em nota divulgada à imprensa, o presidente da Associação, Vander Morales. Já é um sinal de recessão na economia, que chega ao mercado de trabalho, inclusive, de temporários.

Foram criados 115 mil empregos temporários no final de 2008, número 9,5% maior que em 2007. As expectativas eram de 113 mil empregos. Com isso, o percentual de efetivação esperado era de 37%, no entanto, o valor final foi de 28,25% de trabalhadores contratados, ou aproximadamente 32 mil brasileiros.

O levantamento foi realizado pelo Instituto de Pesquisa Manager (Ipema), entre os dias 16 e 25 de janeiro. O objetivo era avaliar o nível de efetivação de temporários contratados para o varejo no final de ano ¿ principal pico sazonal do setor.

As atividades mais solicitadas no período natalino foram: fiscais de loja, empacotadores/atendentes, estoquistas, etiquetadores, operadores de telemarketing, auxiliares e analistas de crédito e papais noéis. De acordo com dados da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio), o faturamento gerado pelas vendas de Natal de 2008 cresceu 5%, em relação ao ano anterior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.