Tamanho do texto

Inscrições vão até o dia 23 e salário pode ultrapassar R$ 10 mil

São Paulo ¿ A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (Direito GV) está com vagas abertas para professores em período integral. Os novos professores serão contratados para atuar na área de Direito e Desenvolvimento, em regime de dedicação exclusiva. As inscrições vão até o dia 23.

Salário - O salário inicial do professor efetivo é de R$ 9,9 mil, para o regime de tempo integral e dedicação exclusiva ao ensino e à pesquisa, acrescido de R$ 5,4 mil de incentivo para a realização de pesquisas, condicionado à aprovação de plano de trabalho individual e cumprimento de metas de produtividade e publicação.

O professor em regime de dedicação integral conta com plano de carreira, um dia de folga semanal, licença sabática e apoio para publicação em periódicos estrangeiros e participação em congressos acadêmicos.

Os candidatos devem ter produção acadêmica ou potencial de ensino e pesquisa no campo do direito privado, englobando Direito Civil e Comercial, que congrega diversas disciplinas, como Direito de Propriedade, de Responsabilidade, de Família e Sucessões, entre outras. 

Perfil ¿ O candidato deve ser bacharel em Direito, ter doutorado em Direito ou em outro campo de conhecimento e ter defendido tese com tema relacionado à área de atuação pretendida.

Poderá ser admitida a apresentação de candidatos que estejam concluindo o doutorado, ou que possuam graduação em outros campos do conhecimento.

Os candidatos precisar ter o domínio da língua inglesa e a instituição dará preferência aos candidatos que também possuam outras habilidades linguísticas e experiência acadêmica internacional.

Inscrições ¿ As inscrições e solicitações de mais informações devem ser encaminhadas para o e-mail csp.direitogv@fgv.br , com o assunto Processo Seletivo para Professor.

É necessário anexar os seguintes arquivos eletrônicos: cópia de tese de doutorado e/ou dissertação de mestrado, cópia de até três publicações acadêmicas, cópia do currículo Lattes, carta de intenções e programa de curso (modelo disponível no edital), além de plano detalhado de uma aula de cem minutos.

A carta de intenções, com três laudas no máximo, deverá descrever a trajetória acadêmica e profissional do candidato, demonstrando a adequação ao perfil pretendido pela instituição, apresentar uma análise crítica ao excerto do projeto pedagógico da Direito GV, disponível no edital, e dizer o que o candidato entende por pesquisa interdisciplinar e inovação metodológica no ensino do Direito.

A carta também deve conter uma declaração dos motivos pelos quais o candidato deseja trabalhar na Direito GV.

Mais informações, no edital disponível no site da Direito GV .  

Leia mais sobre empregos

Siga o iG Empregos no Twitter

Receba as atualizações do iG Empregos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.