Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Cruzeiros são opção de trabalho para estudantes de turismo e gastronomia

Carreira a bordo oferece salários que variam de US$ 600 a US$ 1,5 mil

Rachel Sciré |

Quem imagina que o trabalho em alto mar significa viajar muito e ganhar bem, pode estar entrando de gaiato no navio. Com jornadas de 11 horas, em média, e uma rigorosa disciplina a bordo, o emprego em companhias marítimas exige muita força de vontade, diz o tripulante Rafael Barbosa, 25 anos. Mas essa opção de trabalho temporário tem também suas vantagens. Apesar do ritmo puxado, você aprende novas culturas, por manter contato com nacionalidades diversas, conta Barbosa.

Formado em Turismo, ele embarcou pela primeira vez em dezembro de 2004 e passou três meses no navio como assessor de bar, recebendo US$ 1,2 mil por mês. Segundo ele, consciente dos prós e contras - entre eles o fato de ter de usar bem as horas de descanso, para retornar ao turno bem disposto -, a experiência em alto mar acaba sendo interessante.

Em geral, há oportunidades, para mensageiros, camareiros, garçons, assistentes, cozinheiras e na área de governança. Exige-se experiência no ramo, ainda que não seja a bordo, explica Mariângela Hague, responsável pela seleção na World Map Ship Jobs, empresa que recruta tripulantes para navios de passageiros. Para concorrer, é imprescindível possuir inglês para conversação (nível básico a intermediário).

Apesar de o profissional de bordo ter um grande reconhecimento no mercado de trabalho na Europa e Estados Unidos, a realidade no Brasil é bem diferente, segundo afirma Mariângela. Ela destaca que os tripulantes brasileiros costumam desaparecer logo depois da primeira temporada, mesmo que as chances de fazer carreira a bordo sejam grandes. Embora os contratos sejam firmados por um período estipulado, o objetivo da companhia marítima é formar profissionais que queiram crescer na área, diz.

Buscando oportunidades ¿ Para se candidatar às vagas, o interessado precisa ir atrás das empresas de seleção, anúncios em jornais ou em sites. Caso sejam escolhidos, os tripulantes passam por um treinamento de segurança e aprendem como funciona o regime a bordo.

A tripulação brasileira preenche 30% dos postos de trabalho em cada navio, o restante é composto por funcionários estrangeiros. O número de tripulantes empregados varia de acordo com os navios. Só a Seaman Work, agência de recrutamento de tripulantes, selecionou mil profissionais. A World Map Ship Jobs recrutou 800 pessoas para esta temporada.

De acordo com a diretora da Seaman Work, Laís Pingret Saenz, o mercado de trabalho em navios cresce no Brasil há seis anos. O brasileiro tomou gosto pelo conforto e pela praticidade dos cruzeiros, diz. Nesta temporada, haverá 19 navios pela costa.

Aqueles que quiserem se aventurar na profissão, precisam saber trabalhar com pessoas e lidar bem com a distância dos familiares e amigos. Não há folgas semanais e os horários de trabalho envolvem atividades ao longo de todo o dia. As férias, entre uma temporada e outra, são de seis a dez semanas. Pelo tipo de trabalho disponível, os cruzeiros são boa opção para estudantes de Hotelaria, Gastronomia ou Turismo.

Neste tipo de atividade, são assinados contratos semestrais, regulamentados pela Federação Internacional dos Trabalhadores em Transporte (ITF, na sigla em inglês). O serviço em alto-mar oferece alguns benefícios, se comparado com o trabalho em terra, como alojamento, refeição sem custo e remuneração em moedas estrangeiras (dólar ou euro). Os pagamentos fixos variam, em média, de US$ 600 a US$ 1,5 mil, de acordo com as funções desempenhadas, fora as gorjetas.

Confira algumas operadoras e agências de recrutamento:

World Map Ship Jobs
Tel: (11) 3151-4205
E-mail: contato@shipjobs.com.br

Costa Cruzeiros
Enviar currículo para: shipboard.recruiting@costa.it

Work at Sea
Enviar currículo para: curriculos@workatsea.com.br

Seaman Work
Tel: (21) 2718-5109
E-mail: atendimento@seamanwork.com

Leia tudo sobre: ig empregosig empregos carreira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG