Melhor horário para confraternização é após expediente, diz consultor

Aniversários, nascimento de filhos, promoções, tempo de casa. Essas são algumas situações nas quais funcionários e chefes podem ser homenageados por seus colegas e subordinados.

Para não errar na hora de propor a homenagem ou o presente, confira 10 perguntas feitas a consultores de carreira e de etiqueta ouvidos pelo iG :

Quem pode propor uma homenagem? O chefe, o colega, qualquer funcionário?
Rudney Pereira Júnior, gerente de projetos do Grupo Foco, diz que depende do tamanho da empresa e da maneira como ela lida com esse assunto. Há firmas que têm políticas específicas para homenagens, como é o caso de comemorar tantos anos de casa ou os melhores funcionários do mês. Teoricamente, todo mundo pode propor uma homenagem, desde que faça sentido, afirma. 

Quais são as ocasiões que merecem uma comemoração dessas?
Júnior explica que há dois tipos de homenagens, as informais, que são os aniversários, nascimento de filhos dos colegas, entre outros, que podem ser organizadas pelas pessoas do próprio setor. E há as mais formais, e, portanto, já institucionalizadas pela companhia, como uma premiação anual. Essa homenagem demanda uma política interno e critério. Não pode fazer um ano e no outro não, diz.

Como homenagear o chefe sem parecer um puxa-saco?
É difícil, mas, a pessoa pode propor uma homenagem desde que seja um consenso da equipe ou, pelo menos, da maioria, explica. Para o gerente do Grupo Foco, há outra forma de parecer puxa-saco, como, por exemplo, dar um presente mais caro do que os demais, para chamar a atenção do gestor.

Quantas pessoas da empresa devem estar envolvidas na entrega desse tipo de prêmio?
O diretor de operações da Human Brasil, Fernando Montero da Costa, comenta que o número de pessoas envolvidas dependerá, basicamente, da homenagem que se faz. Ele diz que uma premiação muito comum é por tempo de casa. Nesse sentido, geralmente, todos os funcionários que conhecem essa pessoa participam. Até para motivar os outros, explica. Costa afirma que há também as premiações por área ou departamentos e, nestes casos, as pessoas que participam são a dos setores em questão.

Qual o melhor horário para fazer essa celebração e quanto tempo deve durar?
Para o consultor, o melhor horário é sempre fora do expediente. Pode ser na hora do almoço, ou após o fim dos trabalhos. Às vezes, pode ser até um café da manhã informal, se um funcionário for o homenageado.

É interessante fazer a homenagem fora do horário de trabalho?
Sim, pontua Fernando Montero da Costa, mas ressalva: Especialmente happy hours devem ser evitados. Ou, quando não há outra opção, deve-se ter muito cuidado para evitar abusos. As pessoas se descontrolam e acabam dando vexame. E o que era para ser uma homenagem, torna-se uma situação constrangedora.

Como presentear a pessoa?
Para a consultora de etiqueta empresarial, Célia Leão, um bom livro é sempre uma sugestão adequada. Para ela, não precisa ser um tema ligado ao mundo corporativo. Flores também são uma solução imparcial e delicada.

Como estipular o valor da colaboração para cada um?
O valor da contribuição, diz Célia, dependerá do número de participantes. Ao chamar as pessoas para integrarem a comitiva da homenagem, recomenda-se já perguntar se a quantia, R$ 20, por exemplo, está bem, se cabe no bolso. Se cada um der R$ 20, um presentão poderá ser comprado, garante a consultora.

Como recusar o convite para participar da homenagem sem parecer rude?
Célia afirma que não há mal nenhum em recusar o convite para participar. Às vezes, a pessoa realmente não pode dispor daquele dinheiro, então, ela, delicadamente, diz que não poderá contribuir, ensina. Se for um aniversário, Célia diz que esse funcionário não deve deixar de cumprimentar o colega. Mas, na hora de comer o bolo, é melhor ficar na sua.

Como se portar diante do recebimento de uma homenagem?
As pessoas têm falsa modéstia. Quem não gosta de ser homenageado?, cutuca a consultora. Como se portar? Fique feliz, agradeça. Se alguém te homenageou, é porque você mereceu.

Leia também:
- Especial: Etiqueta
- Profissão: puxa-saco
- Como manter a postura diante do chefe

Siga o iG Empregos no Twitter

Receba as atualizações do iG Empregos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.