Perfil dos candidatos é avaliado a partir de uma simulação de trabalho

Os processos seletivos que envolvem os programas de trainee estão cada vez mais longos. Uma das etapas que faz parte dos testes costuma ser o Painel de negócios. Em geral, ela corresponde à terceira fase de seleção e acontece logo após as dinâmicas de grupo.

Os candidatos participam de uma simulação  reflete algumas situações de negócios vividas pela empresa. Durante um período normalmente de quatro horas, estruturam um plano de ação e em seguida apresentam soluções. Tudo com base em informações coletadas na companhia.

Quem faz a condução e aplicação das técnicas é a empresa de consultoria responsável pelo processo. A avaliação dos candidatos, no entanto, acontece de maneira conjunta entre a consultoria e os gestores da empresa.

Há processos que exigem dos candidatos um preparo prévio, como a elaboração de uma pesquisa sobre o tema que será trabalhado no encontro ou a montagem de uma apresentação pessoal.

A dinâmica de grupo por si só não consegue filtrar tão bem o perfil dos candidatos quanto os painéis, nos quais os participantes são avaliados pelos futuros gestores de acordo com necessidades e interesses específicos, explica Felícia Duarte, gerente de projetos da Cia de Talentos (do grupo DMRH de consultoria em Recursos Humanos).

A consultora explica que o Painel é a fase em que os candidatos têm maior exposição, já que seu comportamento é observado de perto. É uma forma de eles demonstrarem como reagirão diante dos desafios do dia-a-dia.

Dicas ¿ O estudante de publicidade Yuri Campos, 24 anos, já participou de várias seleções com painéis e conta que a experiência não é nada agradável. O problema é que quando você chega nessa etapa do processo já está cansado de passar por tanta avaliação, opina.

Para ele, a principal dificuldade diz respeito ao trabalho em grupo, isso porque, você quer a vaga tanto da pessoa que defende o projeto adversário, quanto daquela que está trabalhando na sua equipe.

As dicas da consultora para esse tipo de avaliação são as mesmas de outras fases: tentar não ficar nervoso, mostrar empenho e não se omitir.

Ela também destaca que os candidatos não devem se intimidar com a presença dos gestores. Apesar de eles perguntarem sobre o trabalho desenvolvido, o que querem entender de fato é como os participantes pensaram para chegar ao resultado final e se possuem as noções necessárias para trabalhar no negócio, esclarece Felícia. Por isso, a consultora acredita que não há certo ou errado na forma de agir durante os Painéis.

A sugestão de Campos, que já foi aprovado na etapa, é procurar expor o raciocínio utilizado. Mesmo ao notar que o projeto elaborado não foi totalmente satisfatório, acho importante mostrar aos gestores que você tem consciência do que poderia ter feito para alcançar um resultado melhor, diz.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.