Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreiras
enhanced by Google
 

Como evitar que a timidez seja uma barreira no trabalho

Conquistar segurança é a principal dica para ganhar desenvoltura no dia-a-dia, segundo especialistas

Rachel Sciré |

Numa época em que a imagem e o marketing pessoal são muito valorizados, profissionais mais tímidos podem se sentir inseguros em determinadas situações. Mas, segundo especialistas, há como evitar que o acanhamento seja um problema para a carreira. Se for trabalhada, a timidez não se torna barreira para o crescimento profissional, afirma Simone Leon, consultora da Right Management, empresa de orientação de carreira e recolocação de executivos.

O primeiro passo, explica ela, é distinguir timidez de introversão. O tímido é aquele que não se sente confiante para expor suas idéias e, com medo, prefere não fazê-lo. Já o introvertido só requer um tempo maior para refletir sobre as situações e, aí sim, se manifestar. O que acontece é que muitas vezes ele perde a oportunidade de se expor ¿ ou porque demora, ou porque outros falam em seu lugar.

Os tímidos e os introvertidos precisam se disciplinar para aproveitar as oportunidades, sem esconder suas dificuldades, aconselha Simone. Se preparar com antecedência para reuniões e estudar determinados assuntos para ganhar mais desenvoltura são boas dicas.

Quando os objetivos pessoais e profissionais deixam de ser cumpridos por causa de inibição, é preciso atenção. Para exercitar a comunicação e a convivência, a consultora explica que é essencial se esforçar para estreitar relacionamentos. Pode ser mais fácil começar em grupos menores, com pessoas de maior contato, por exemplo. Depois, com mais confiança adquirida, deve-se investir em contatos individualizados, com pessoas que gostaria de conhecer.

Por outro lado, os colegas e os superiores devem ter a sensibilidade para fazer com que o funcionário tímido se sinta mais seguro, em vez de forçá-lo a assumir um papel que não condiz com suas qualidades. Às vezes, os valores pessoais impedem que o colaborador se torne um gestor de relacionamento ou um líder. Cabe ao profissional tentar convencer seus superiores que ele pode trazer mais resultados à empresa se aprofundando no seu trabalho e não mudando a personalidade, explica.

Mesmo durante entrevistas ou dinâmicas de grupo os mais reservados têm seu lugar. Essas pessoas falam menos, mas nem por isso deixam de demonstrar quem são, afirma Rosa Pizcioneri, sócia da Só Talentos, empresa de seleção e desenvolvimento de pessoas.

Em geral, o autoconhecimento é a principal forma de lidar com a timidez ou a introversão. Há posições, como cargos técnicos e analíticos, em que o contato com o outro e a divulgação da imagem própria não são tão importantes. Até em cargos de liderança existem pessoas menos comunicativas, que se esforçam para interagir e saber se portar em negociações. Mesmo que o introvertido não goste de se expor, é preciso estar preparado para quando isso acontecer, afirma Simone.

Leia tudo sobre: ig empregosig empregos carreira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG